Reeducação alimentar: uma mudança na forma de pensar

27/03/2017


Hospital Alemão Oswaldo Cruz
- Antes de dar início a uma reeducação alimentar, é preciso mudar a forma de pensar. A mudança de hábitos passa por um processo de conscientização que, ao longo do tempo, acarretará em escolhas mais inteligentes no dia a dia;

- As mudanças devem ocorrer gradativamente. Fracionar a alimentação é o primeiro passo. Os planos alimentares dever ser individualizados, devendo ser elaborados por uma nutricionista;

- Fazer um diário alimentar facilitará a adaptação de novos hábitos. A persistência deve estar presente ao longo de todo o processo;

- Trabalhar a mastigação é importante porque o cérebro demora 20 minutos para processar a sensação de saciedade. E mastigando bastante é produzida a saliva que umedece os alimentos, assim não precisamos consumir líquidos durante as refeições;

- Consuma uma porção de carboidratos por refeição. Opte por uma porção de batata, arroz, ou macarrão.

- Ingerir apenas uma fruta por vez. Uvas também devem ser consumidas com moderação, até 12 unidades de cada vez, já que são as que apresentam maior quantidade de açúcar;

- Aprender a ler rótulos é fundamental para reeducação alimentar. O primeiro ingrediente do rótulo é sempre o que estará em maior quantidade no produto;

- Adquirir o hábito de diferenciar diet de light também é importante.​