Mensagem do Embaixador da Suíça no Brasil

27/03/2018
Andrea Semadeni

Relatório Anual 2017; pág. 31
http://www.swisscam.com.br/edicao-2017.html

É com muito prazer que volto ao Brasil, desta vez no âmbito do serviço diplomático, como embaixador da Suíça no Brasil. A minha primeira estadia por aqui, no entanto, foi com o setor privado quando, ainda nos anos oitenta, trabalhei para uma empresa multinacional suíça no Brasil. Foi uma rica experiência que me deu a oportunidade de conhecer este país, aprender o belo idioma e sobretudo de conhecer as atividades de uma empresa multinacional no Brasil. Estou muito contente de estar de volta a este país maravilhoso, que nas últimas décadas fez um desenvolvimento econômico e social espetacular. Mas o que me satisfaz ainda mais é de ver que as empresas suíças no Brasil são muito mais numerosas e o volume dos seus negócios também se multiplicou.

Antes de falar brevemente sobre o que nos espera em 2018 nas relações econômicas entre a Suíça e o Brasil, vou contar rapidamente aquilo que fiz antes de regressar novamente ao país. Depois da minha primeira estadia no Brasil, voltei à Suíça e ingressei na diplomacia. Começava aí uma profunda e duradoura relação com a África: Costa do Marfim, Quênia, Somália, Sudão, Sudão do Sul, Burundi, foram alguns dos países onde pude contribuir para que a Suíça estabelecesse ou reforçasse seus laços políticos, culturais e comerciais. Muitos desses lugares trouxeram-me ainda a desafiadora e gratificante tarefa de mediar conflitos e promover a paz, experiência que foi aprofundada a partir de 2002, quando assumi na ONU, em Nova Iorque, um cargo voltado para África e Oriente Médio, justamente no ano em que a Suíça passava a fazer parte da Organização como país membro. Antes de chegar ao Brasil liderei ainda o escritório suíço na Palestina e representei meu país como embaixador em Gana e em Addis Abeba (Etiópia e União Africana).

É para mim uma grande honra poder representar a Suíça em um país importante como o Brasil. Agora, vamos falar dos futuros trabalhos.

Neste ano, duas grandes delegações oficiais suíças lideradas por conselheiros federais visitarão o Brasil. Trata-se, em ambos os casos, de delegações mistas, ou seja, compostas por representantes governamentais e do setor privado. Estas visitas são um sinal claro de que os laços entre os dois países não pararam de se fortificar ao longo dos últimos anos. A primeira dessas delegações suíças será dedicada às áreas do comércio, da cooperação científica e da inovação.

Assim, o objetivo é de se familiarizar com os setores mais inovadores da economia brasileira e atuar para facilitar relações comerciais. Em paralelo à negociação com a União Europeia, o Mercosul também iniciou uma negociação para um acordo de livre comércio com a Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA), da qual a Suíça é membro, que promete um potencial vasto de oportunidades para os dois blocos comerciais desde que um acordo - benéfico para os dois lados - possa ser encontrado.

A segunda delegação mista será dedicada às questões financeiras e tributárias. A área da cooperação tributária entre o Brasil e a Suíça avançou muito nos últimos anos: acordo de informação tributária assinado em 2015; acordo de bitributação rubricado em 2017 e que esperamos ver assinado neste ano; e, finalmente, a entrada em vigor em 2019 do sistema de troca de informação automática sobre as contas bancárias entre os dois países. A delegação suíça pretende dialogar sobre as próximas etapas a atingir nestas relações, assim como realizar encontros com representantes do setor financeiro no Brasil e particularmente do setor de ponta que são as empresas do "fintech", ou seja, as empresas que estão revolucionando o setor financeiro pela tecnologia. Acontece que não só os nossos dois países estão na frente do progresso nesta área, mas também já existem empresas trabalhando juntas em certos projetos.

Em 2018 também teremos o prazer de celebrar um aniversário muito simbólico para as relações entre a Suíça e o Brasil: Nova Friburgo, esta cidade no estado de Rio de Janeiro, criada por emigrantes suíços, festeja o aniversário de 200 anos. Este aniversário vai ser uma ótima oportunidade de expor a Suíça, as suas características e os seus produtos. Para este evento que vai ser celebrado no mês de maio, esperamos a presença de representantes dos cantões de Friburgo e Jura e do Parlamento suíço.

Para a embaixada é muito importante manter a Suíça presente no Brasil, também pelas redes sociais. O Brasil conta com mais de 100 milhões de pessoas conectadas pelo Facebook. É por isso que temos uma presença no Facebook maravilhosa contando com mais de 70.000 seguidores. E é exatamente nesta página de Facebook que você consegue saber mais sobre eventos tais como o aniversário de Nova Friburgo.

Com muitos outros eventos conseguimos aprofundar a relação Suíça-Brasil e nos conectar nas mais diversas áreas, tais como economia, turismo, cultura, ciência, tecnologia e inovação. Criamos, assim, oportunidades e visibilidade para as empresas e os produtos suíços, mostrando uma Suíça moderna, aberta e acolhedora, muito além dos clichês.