Além de dores nas costas, a má postura pode causar problemas de saúde

03/03/2017


Hospital Alemão Oswaldo Cruz
A má postura é um problema que atinge milhões de pessoas em todas as idades e é facilmente reconhecida. Seus sinais mais comuns são ombros caídos, joelhos dobrados quando se está em pé ou andando, cabeça inclinada para frente ou para trás, dor nas costas e fadiga muscular. A prática de exercícios físicos ajuda a manter a coluna na posição correta, mas o ideal é ter alguns cuidados no dia a dia, como quando se está falando ao celular, assistindo à TV, lendo ou usando tablets ou notebooks.

"Posições comuns no dia a dia, que costumam causar dores nas costas, devem ser evitadas, como segurar o telefone com o pescoço, pois isso pode causar torcicolo. Móveis e equipamentos presentes nas estações de trabalho precisam estar em posição adequada, como o monitor do computador, por exemplo, que não pode ficar mais baixo do que a linha de visão para não forçar a coluna cervical. Já os cotovelos têm que estar no nível da mesa, para não sobrecarregar os tendões dos ombros e antebraços", explica o Dr. Marcelo Risso, ortopedista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. Ao sentar, procure manter os pés apoiados no chão. As coxas devem tocar a maior área possível do assento e as pernas devem estar bem apoiadas no assento e no solo. As costas devem ficar apoiadas completamente no encosto do sofá ou da cadeira.

Segundo o Dr. Marcelo, embora em um primeiro momento essas posições incorretas possam parecer inofensivas, com o tempo acabam favorecendo a degeneração do disco intervertebral, o que pode levar a hérnias de disco, além de poderem provocar contraturas musculares com torcicolos e escolioses posturais. A dor de cabeça, muitas vezes persistente e sem motivo, também pode ser causada pela má postura da coluna cervical, agravada com o uso incorreto de celulares e tablets, que geram uma tensão muscular no pescoço. Estatisticamente, fumantes também são mais propensos a sofrer com dores nas costas. Isso, explica o médico, está relacionado às doenças degenerativas do disco e das articulações, que se agravam com o tabagismo.

​"A prática de atividade física é sempre indicada para a correção da postura, especialmente exercícios que trabalham harmonicamente a musculatura do tronco, como a natação. Mas muito cuidado ao realizá-los, pois eles só são benéficos quando feitos corretamente." E ele deixa um alerta: "Quando a dor persiste por mais de três semanas, é muito intensa ou está associada à fraqueza nos braços e pernas, é hora de procurar ajuda médica."